A bíblia dos aviões da Segunda Guerra Mundial

Desde a Primeira Guerra, os aviões são usados para meios militares, sempre com atuações impressionantes. Na Segunda Guerra Mundial não foi diferente, os países já estavam revolucionando a aviação desde a década de 30, na Segunda Revolução industrial antes da guerra.  Na Segunda Guerra Mundial a aviação foi um grande marco, sendo utilizada tanto para ataque quanto para defesa e com isso surgiram ótimos aviões capazes de penetrar com toda intensidade em território inimigo, destruindo fábricas, bases aéreas, radares e outras estruturas vitais para o inimigo.

O Swordfish teve um papel importantíssimo sendo usado na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra (destruindo o Bismarck)

Nesse cenário 5 países se destacavam no ramo da aviação, os Estados Unidos, Inglaterra, União Soviética, Alemanha e o império do Japão. Nesse post vamos ver sobre os aviões mais famosos utilizados nas principais batalhas:

Aqui vemos uma representação de um F4U Corsair em chamas:

Aliados

Era uma aliança composta principalmente pela Inglaterra, França, Estados Unidos e União Soviética, ela lutava contra o Eixo, e principalmente contra o Fascismo. As primeiras nações Aliadas a entrarem na guerra foram França e a Inglaterra, depois veio os EUA (pelo ataque a Pearl Harbor) e por último a URSS que entrou graças a operação Barbarossa (Ataque Alemão em pontos estratégicos da URSS).

Abaixo há uma imagem da conferência de Yalta: Churchill, Roosevelt e Stalin.

Estados Unidos- Teve uma participação especial na Segunda Guerra, entrando em 1941 depois do ataque Japonês em Pearl Harbor. ele participou ativamente com grandes bombardeios e brilhantes combates aéreos.

Abaixo alguns B 29, o avião que soltou a bomba atômica:

P 51 Mustang: 

  Foi o caça mais famoso dos EUA, sendo bastante utilizado na Batalha do Pacífico e na Europa.

Na Europa ele foi um caça inovador, pois conseguia escoltar os bombardeiros em todo caminho ao contrário do P 47 Thunderbolt que só escoltava até uma parte do caminho, com isso ele preservou milhares de vidas e materiais.

Enquanto isso na Ásia o P 51 foi o primeiro avião a competir equilibradamente com o A6M Zero Japones, que era um avião temido pelos Aliados principalmente pela sua manobrabilidade e capacidade de subida.

O P 51 fez tanto sucesso que foi usado inclusive na Guerra das Coreias e permaneceu em serviço em algumas Forças Aéreas até 1980.

F4U Corsair-  Produzido pela Vought, ele operava em porta aviões sendo um caça bombardeiro muito famoso tanto na Segunda Guerra Mundial quanto na Guerra das Coreias.

O F4U Corsair atuou pela Guerra das Coreias porque foi um caça bombardeiro muito eficaz pela Força Aérea e pela marinha Norte Americana, atuando no Pacifico contra os famosos A6m Zero sendo considerado pelos Japoneses o melhor caça Norte Americano que atuou na Segunda Guerra Mundial.

Ele era um avião muito especial, pois ele tinha a “asa de gaivota” utilizada também pelos Ju 87 Stuka, isso fazia com que ele tivesse menos índices de STALL e maior aerodinâmica, podendo enfrentar o A6M Zero.

B 17 Flying Fortress- Era um bombardeiro quadrimotor muito utilizado na Segunda Guerra Mundial, criado pela Boeing, foi uma aeronave potente, de grande raio de ação, capaz de provocar grande destruição em alvos inimigos e com grande capacidade de auto-defesa. No início da guerra muitos B 17 foram derrubados por Bf 109 Alemães, devido aos aviões de escolta  P 47 Thunderbolds, que não percorriam todo o percusso.

F4F Wildcat: Foram usados intensivamente pela Marinha norte americana de 1941 a 1943, participando de várias batalhas, como, as de Midway, Guadalcanal e Iwo Jima.

Mesmo com menor manobrabilidade e razão de subida que o seu rival A6M Zero, ele destruiu 1.327 aviões nipônicos na guerra, isso porque ele tinha uma blindagem mais pesada que a do Zero e isso garantiu um equilíbrio na guerra.

B 25: Foi um bombardeiro médio que era fortemente armado e muito conhecido, pois foi o protagonista da operação Dolittle. Ele atuou em várias forças aéreas depois da Segunda Guerra, inclusive a do Brasil. Ele foi o primeiro avião americano a soltar bombas no Japão Continental, graças a ousadia da operação Dollitle, na qual só teve um sobrevivente que pousou em Vladivostok.

F8F Bearcat: Fabricado pela Grumman, o F8F participou de uma pequena parte da Segunda Guerra Mundial, como um dos caças norte americanos na batalha de Midway e foi usado na Guerra das Coreias. Seu antecessor, o F6F Hellcat, foi o que mais abateu caças do Eixo.

B 29 Superfortress: Produzido pela Boeing, o B 29 foi o sucessor do B 17 e atuou na Segunda Guerra Mundial e na Guerra das Coréias, devido a sua imensa tecnologia e capacidade de armazenar cargas, o B 29 foi o avião que lançou as bombas atômicas.

p 38 lightning: Foi um avião Norte Americano criado pela Lockheed, sendo um avião multifuncional fazendo o papel de Bombardeiro de alta altitude, bombardeiro de mergulho, avião de combate, combate a noite e voo de reconhecimento. A aerodinâmica dele o fazia parecer dois aviões para um piloto, sendo chamado pelos Alemães de “dêmonio de duas caudas” pela sua atuação no Pacífico e na Europa Ocidental.

c 47: O c 47 foi a versão militar do DC 3, foi usado na invasão da Normandia como transporte de cargas e feridos, transporte para os paraquedistas e bombardeio.Permanecendo na linha de frente por muito tempo em batalhas como a de Guadalcanal, guerra Indo-Paquistanesa e a guerra das Coréias tendo a vantagem de pousar em pistas pequenas e irregulares.

Inglaterra- A Inglaterra desde 1940 sofria ataques impiedosos de bombardeiros Alemães e ela não tinha tecnologia suficiente para enfrentar o inimigo. Até que em 1942 a Inglaterra inventou o famoso avião de combate”Spitfire”, aperfeiçoou o radar e “destruiu” a marinha Italiana.

A Inglaterra sofreu com ataques Alemães:

Supermarine Spitfire: Produzido pela “Hawker” e pela “MK” foi um dos principais caças da guerra, sendo usado durante todo o conflito pela Inglaterra tendo um motor potente, boa manobrabilidade e era  bem armado com canhão e metralhadoras. Era o primeiro avião movido a pistão que chegava até 500 km/h.

Tempest: 

Tempest V- Foi um dos aviões de combate mais perigosos da guerra, sendo o sucessor do Hawker Typhoon e tendo uma vantagem sobre o Spitfire, pois ele era equipado apenas com canhões criando um dano enorme no inimigo. foram produzidos 1.072  aviões Tempest V servindo para os melhores esquadrões da RAF.

União Soviética: Na época a União Soviética era governada por Stálin, mesmo sendo um país comunista ela ficou no lado dos Aliados, pois os regimes Fascista (Itália) e  Nazista (Alemanha) odiavam o comunismo.

O frio e as táticas Soviéticas castigaram os Alemães em Stalingrado:

Bell P 39 Airacobra: É um avião Americano, mas como ele foi muito usado na Ex-URSS ele está no meio dos Soviéticos. Famosa fabricante de helicópteros, a Bell também já fez aviões, o P 39 foi um avião de ataque a solo muito bem armado com um canhão de 37mm e bem manobrável. Foi usado intensivamente pela Força Aérea Soviética sendo um grande destruidor de tanques e alvos alemães, virando um mito na Força Aérea Soviética.

IL 2- Foi o avião militar mais vendido da história, sendo o melhor avião de ataque a solo da Segunda Guerra Mundial.

A fama foi tanta que criaram um simulador de voo chamado “IL 2 Sturmovik” em homenagem  a essa aeronave blindada de ataque a solo.

Yak 3- Foi um caça robusto e de fácil manutenção sendo um dos menores e mais leves caças de combate durante a guerra.

Ele destruiu mais de 99.273 alvos Alemães, fortemente armado e equipado com motores “Allison” que também eram usados no “IL 2″.

La 7: Foi um caça soviético de alta performance que tinha grandes vantagens contra o Bf 109 em baixas altitudes e que conseguia abater o Fw 190 poucas vezes, a vitória mais importante do La 7 foi contra o caça a jato Me 262. O La 7 ficou em serviço pela Força Aérea de Ioguslavia até a década de 50.

Eixo

As forças do  Eixo eram compostas principalmente pela Alemanha Nazista (Adolf Hitler), Itália(Benito Mussolini) e Japão(Hirohito). Ambos não tinham regimes democráticos e investiam muito no militarismo.

Alemanha- Na época a Alemanha queria conquistar o mundo na época do 3º Reich, fazendo então uma série de ataques (alguns sem lógica) contra a URSS, a Polônia a Inglaterra e outras. A Alemanha foi responsável por diversos crimes de guerra e pelo Holocausto.

Bf 109- Foi uma das aeronaves mais produzidas da história com 33.000 unidades vendidas, sendo produzida em segredo o Bf 109 participou da Guerra Civil Espanhola e da Segunda Guerra Mundial como principal caça Alemão. Ele também foi um dos protagonistas da Batalha da Inglaterra.

Fw 190- Foi um caça multifuncional que para muitos era a evolução do Bf 109, mesmo sendo de diferentes fabricantes.

Além de ser um bom avião o Fw 190 tinha a vantagem de ser pilotado por muitos Ases de guerra. Equipado com canhões e metralhadoras com um motor potente e boa manobrabilidade, era o segundo melhor caça Alemão.

Me 262- Foi o primeiro caça a jato a entrar em operação ficando muito famoso entre os aliados pelas suas asas enflechadas, que permitiam maior velocidade ao lado de seus motores o avião chegava a 900km/h.

Junker Ju 88- Foi um bombardeiro bimotor Alemão usado em várias batalhas da Segunda Guerra Mundial e na Guerra Civil Espanhola para bombardeio, ataque noturno, torpedeiro, avião de reconhecimento e no fim da guerra como Mistel (ele levava em cima dela um caça cheio de bombas e lançava o avião bomba no alvo causando muita destruição.)

Abaixo há um exemplo de Mistel:

Ju 87 Stuka: Criado pela Junkers, o Ju 87 foi um torpedeiro, avião de ataque a solo e acima de tudo um excelente bombardeiro de mergulho. Ele era leve, possuía uma aerodinâmica avançada e “asas de gaivota” iguais a do F4U Corsair, por essa série de fatores foram fabricados 6.500 Ju 87 que tiveram um ótimo rendimento na Bataha da Grã Bretanha e no leste Europeu.

Japão- Na Segunda Guerra Mundial o Japão era liderado por um imperador que era tido praticamente como um deus, mas que era muito cruel. Sendo que o Japão conquistou territórios que interessavam aos Estados Unidos, por isso recebeu um bloqueio econômico que foi a causa do Japão atacar Pearl Harbor.

A6M Zero- Foi o principal caça Japonês usado na Segunda Guerra Mundial, pois tinha razão de subida e manobrabilidade inigualáveis. Foi tão famoso que os Aliados tentaram criar vários caças para detê-lo, mas o Zero era um avião muito susceptível a tiros porque tinha uma blindagem muito fina, arriscando a vida do piloto.

Aichi D3 Val- Foi um bombardeiro de mergulho, sendo que no começo da guerra ele era muito eficiente, até 1942 em diante que ele ficou inútil porque tinha trem de pouso fixo e motor fraco.

Ki 100: Foi um moderno avião japonês, usado para papéis importantíssimos como interceptação dos bombardeiros B 29 Stratofortress em uma altitude elevadíssima  e para combates aéreos, inclusive contra o P 51 Mustang

Abaixo há uma miniatura do Ki 100:

.Até a próxima!

Anúncios
3 comentários
  1. LOURENÇO ROSEMAR DE MELLO disse:

    A AVIAÇÃO NO PASSADO FOI MUITO IMPORTANTE, TIVERAM MUITA CRIATIVIDADE , INVENTARAM AVIÕES INTERESSANTES QUE USARAM PARA A GUERRA , POIS INVENTAM TANTA MARAVILHAS, GASTAM MILHÕES PARA INVENÇÕES DESTRUTIVAS, E HOJE O PLANETA ESTÁ MORRENDO, E O QUE O HOMEM VAI INVENTAR PARA SALVAR O PLANETA ?

    • É Lourenço, infelizmente o ser humano só produz em tempo de necessidade, muitas vezes em guerras. Quando as pessoas se conscientizarem teremos uma nova tecnologia sustentável. Torceremos por isso!
      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s